Categoria: Saúde

Amiga, no artigo de hoje eu vou te ensinar uma coisa muito importante, que é como aumentar o colesterol bom de um modo fácil. Para isso, eu separei três dicas que me ajudaram muito a melhorar o meu índice de colesterol no sangue, o que fez com que a minha saúde, de maneira geral ficasse mais equilibrada.

Se ficou curiosa para saber o que eu fiz, não deixe de acompanhar este guia! Vem comigo que eu te conto como transformei os resultados do meu exame de sangue.

COMO AUMENTAR O COLESTEROL BOM?

Na verdade, não existe muito segredo quando o assunto é como aumentar o colesterol bom. Afinal, tudo está relacionado com a sua rotina diária, a sua forma de cuidar do seu corpo e da sua alimentação de modo geral.

Pois saiba que tudo o que você faz no dia a dia pode impactar diretamente nos resultados dos seus exames, ok? 

Visto isso, vamos aos três passos para aumentar o colesterol bom e, de quebra, baixar o ruim.

1- PRATIQUE EXERCÍCIOS FÍSICOS REGULARMENTE

Acredito que você já deva ter ouvido esta dica diversas vezes, não é mesmo? Pois bem, acontece que se você quer realmente saber como aumentar o colesterol bom, não tem como escapar deste tipo de cuidado.

Os exercícios físicos são essenciais para manter o nosso corpo ativo e saudável. Eles são importantes para diversos pontos de nossas vidas, como o sono, sexo, ânimo, coração, pulmão, etc. Sendo igualmente importante para o aumento do colesterol bom.

Mas, nestes casos, o ideal é que você aposte em exercícios aeróbicos, como por exemplo, caminhada, corrida, bicicleta e até mesmo pular corda. O importante é gastar energia, acelerar o coração (de um modo saudável) e mexer o corpo!

O ideal é que esta prática se repita três vezes por semana, por pelo menos 30 minutos por dia.

2- TENHA UMA DIETA SAUDÁVEL

Uma coisa é certa: De nada adianta você praticar muitos exercícios se não cuida da sua alimentação. É ela quem norteará a saúde do seu organismo, de maneira geral.

E, para elevar o colesterol bom, é imprescindível que você aumente o consumo de alguns alimentos em específico. Sendo eles:

  • Alimentos como sardinha, atum e bacalhau.
  • Vegetais em mais de uma refeição por dia.
  • Consumir alimentos integrais.
  • Consumir pelo menos duas frutas, todos os dias.
  • Apostar em fontes de gordura boa, como azeitona, azeite, linhaça, chia, amendoim, abacate, etc.

Além disso, abrir mão de gorduras ruins, como frituras, também é um bom caminho para, de quebra, diminuir o colesterol ruim.

3- BEBA COM MODERAÇÃO

Por fim, amiga, eu sei que você pode gostar de beber o seu vinho ou a sua cervejinha com certa frequência… Mas, saiba que o excesso pode inibir o aumento do colesterol bom, viu? 

Por isso, consuma com moderação! Tente, por exemplo, beber apenas no fim de semana, uma quantidade não exagerada, da sua bebida favorita. Combinado?

CUIDE DE VOCÊ!

Agora que você já sabe como aumentar o colesterol bom, é hora de se preparar para elevar a sua saúde de uma maneira natural. 

Espero que este conteúdo possa ter te ajudado!

Um beijo e até mais.  

oleo-de-amendoas
oleo-de-amendoas

Conheça os benefícios do óleo de amêndoas

Amiga, tenho certeza que se você quer saber quais são os benefícios do óleo de amêndoas, é porque certamente gosta de cuidar de si de uma maneira mais natural, não é? Pois a gente sabe que estes produtos que compramos em farmácias, cheio de ingredientes, pode muitas vezes ser mais prejudicial que benéfico. 

Por isso, conhecer possibilidades muito mais leves, como o óleo de amêndoas, é um caminho muito saudável de se seguir. E para te ajudar quanto a isso, elaborei o conteúdo de hoje para que você conheça todas as vantagens deste produto.

Vem comigo que eu te mostro porque o óleo de amêndoas sempre foi tão amado pelas nossas avós!

BENEFÍCIOS DO ÓLEO DE AMÊNDOAS

De maneira geral, as pessoas costumam utilizar o óleo de amêndoas apenas para hidratar a pele, de vez em quando. Mas, você sabia que este ingrediente pode também ser aplicado nos cabelos? Pois é, eu fui descobrir isso há pouco tempo também!

E assim que testei, vim correndo escrever este texto para você. Veja, portanto, quais são os principais benefícios do óleo de amêndoas: 

 

  • Hidratante natural poderoso: Sim, isso não é novidade para você e eu sei disso. Mas, amiga, quando eu digo que ele é um hidratante poderoso, é porque eu ainda não encontrei coisa melhor para a minha pele! Pois bastam algumas gotinhas para você já dizer adeus aquele ressecamento excessivo, por exemplo. 
  • Combate danos nos fios, que podem ser causados pelo tempo: Se você manter o costume de aplicar o óleo de amêndoas nos cabelos, notará fios mais fortes e com menos sinais de danos. Por isso ele é muito utilizado por quem usa chapinha e secador frequentemente.
  • Rico em vitaminas e promove efeito antioxidante: Este óleo é rico em vitamina A, B1, B2, B6 e E, sendo que todas elas, juntas, formam um poderoso complexo contra os radicais livres e quaisquer tipos de agentes nocivos que possam prejudicar a saúde da pele. Dessa forma, ele pode ser utilizado como um rejuvenescedor natural.
  • Reequilibra a oleosidade da pele: Diga adeus à oleosidade em excesso com o uso deste óleo.
  • Efeito demaquilante: Para quem tem pele muito sensível, os demaquilantes industriais podem ser bem prejudiciais. No caso do óleo de amêndoas, portanto, ele pode muito bem ser usado como demaquilante, já que é suave, hidrata e não agride os olhos.
  • Diminui e previne estrias: Amiga, você sofre com estrias? Então está esperando o que para usar o óleo de amêndoas na pele? Pois saiba que ele restaura o tecido cutâneo, promove elasticidade, regeneração, equilíbrio, hidratação e, consequentemente, diminui e previne o aparecimento de estrias.

 

COMO USAR O ÓLEO DE AMÊNDOAS?

Que os benefícios do óleo de amêndoas são incríveis, isso você já notou. Mas, como aplicá-lo corretamente? Veja a seguir:

 

  • Na pele: Acrescente gotinhas do óleo em seu hidratante corporal, ou faça massagens com o óleo puro. No rosto, utilize algodão para espalhar, deixe agir e enxágue.
  • Nos cabelos: Você pode fazer umectações regularmente, com “banho de óleo”, ou então, acrescentar no seu shampoo e condicionador. É possível ainda utilizar como restaurador de pontas.  

 

CUIDE DE VOCÊ NATURALMENTE!

Viu só amiga, como é possível cuidar de si naturalmente? Portanto, aposte neste ingrediente milagroso e fique ainda mais linda! 

Até a próxima!

Estar acima do peso ou obeso pode levar a uma série de problemas de saúde. Embora estejam disponíveis muitas dietas “modas”, um estilo de vida equilibrado e uma dieta nutritiva são a chave para uma vida saudável e um melhor controle de peso.

De acordo com os Centros para Controle e Prevenção de Doenças, cerca de 93,3 milhões de adultos nos Estados Unidos tiveram obesidade em 2015-2016. Esse número equivale a 39,8% da população.

O excesso de peso corporal pode aumentar o risco de sérios problemas de saúde, incluindo doenças cardíacas , hipertensão e diabetes tipo 2 .

Bater dietas não são uma solução sustentável, sejam quais forem os benefícios que seus proponentes possam alegar ter. Para perder peso com segurança e sustentar essa perda de peso ao longo do tempo, é essencial fazer mudanças graduais, permanentes e benéficas no estilo de vida.

Neste artigo, fornecemos 10 dicas para controle de peso.

10 dicas para perda de peso bem sucedida

As pessoas podem perder peso e manter essa perda realizando várias etapas possíveis. Estes incluem o seguinte:

1. Coma alimentos variados, coloridos e nutricionalmente densos

refeição nutricionalmente densa

Coma uma dieta variada e nutritiva.

Refeições saudáveis ​​e lanches devem formar a base da dieta humana. Uma maneira simples de criar um plano de refeição é garantir que cada refeição seja composta de 50% de frutas e vegetais, 25% de grãos integrais e 25% de proteína. O consumo total de fibras deve ser de 25 a 30 gramas (g) por dia.

Eliminar gorduras trans da dieta e minimizar a ingestão de gorduras saturadas, que tem uma forte ligação com a incidência de doença cardíaca coronária .

Em vez disso, as pessoas podem consumir ácidos graxos monoinsaturados (MUFA) ou ácidos graxos poliinsaturados (PUFA), que são tipos de gordura insaturada.

Os seguintes alimentos são saudáveis ​​e muitas vezes ricos em nutrientes:

  • frutas e vegetais frescos
  • peixe
  • leguminosas
  • nozes
  • sementes
  • grãos integrais, como arroz integral e aveia

Alimentos para evitar comer incluem:

  • alimentos com adição de óleos, manteiga e açúcar
  • carnes gordas vermelhas ou processadas
  • assados
  • bagels
  • pão branco
  • alimentos processados

Em alguns casos, a remoção de certos alimentos da dieta pode levar a pessoa a se tornar deficiente em algumas vitaminas e minerais necessários . Um nutricionista, nutricionista ou outro profissional de saúde pode aconselhar uma pessoa a obter nutrientes suficientes enquanto segue um programa de perda de peso.

2. Mantenha um diário alimentar e peso

Auto-monitoramento é um fator crítico para perder peso com sucesso. As pessoas podem usar um diário em papel, um aplicativo para dispositivos móveis ou um website dedicado para registrar cada item de comida que consomem todos os dias. Eles também podem medir seu progresso registrando seu peso semanalmente.

Aqueles que conseguem acompanhar seu sucesso em pequenos incrementos e identificar mudanças físicas têm muito mais chances de manter um regime de perda de peso.

As pessoas também podem acompanhar seu índice de massa corporal ( IMC ) usando uma calculadora IMC .

3. Envolver-se em atividade física regular e exercício

senhora de ioga com pesos e garrafa

Atividade física regular pode ajudar uma pessoa a perder peso.

O exercício regular é vital para a saúde física e mental . Aumentar a frequência da atividade física de forma disciplinada e propositada é muitas vezes crucial para uma perda de peso bem-sucedida.

Uma hora de atividade de intensidade moderada por dia, como caminhada rápida, é ideal. Se uma hora por dia não for possível, a Clínica Mayo sugere que uma pessoa deve procurar pelo menos 150 minutos por semana.

As pessoas que normalmente não são fisicamente ativas devem aumentar lentamente a quantidade de exercício que fazem e aumentar gradualmente sua intensidade. Essa abordagem é a maneira mais sustentável de garantir que o exercício regular se torne parte de seu estilo de vida.

Da mesma forma que a gravação de refeições pode ajudar psicologicamente a perda de peso, as pessoas também podem se beneficiar da manutenção de sua atividade física. Muitos aplicativos móveis gratuitos estão disponíveis para rastrear o balanço de calorias de uma pessoa após registrar sua ingestão de alimentos e exercícios.

Se o pensamento de um treino completo parece intimidante para alguém que é novo para o exercício, eles podem começar fazendo as seguintes atividades para aumentar seus níveis de exercício:

  • subindo as escadas
  • ajuntando as folhas
  • passeando com um cachorro
  • jardinagem
  • dançando
  • jogando jogos ao ar livre
  • estacionamento mais distante da entrada do prédio

Indivíduos com baixo risco de doença cardíaca coronária provavelmente não precisarão de avaliação médica antes de iniciar um regime de exercícios.

No entanto, a avaliação médica prévia pode ser aconselhável para algumas pessoas, incluindo aquelas com diabetes . Qualquer pessoa que não tenha certeza sobre níveis seguros de exercício deve falar com um profissional de saúde.

4. Elimine calorias líquidas

É possível consumir centenas de calorias por dia bebendo refrigerante adoçado com açúcar, chá, suco ou álcool. Estas são conhecidas como “calorias vazias” porque fornecem um conteúdo extra de energia sem oferecer qualquer benefício nutricional.

A menos que uma pessoa esteja consumindo um smoothie para substituir uma refeição, ela deve tentar manter a água ou chá e café sem açúcar . Adicionar um pouco de limão ou laranja à água pode dar sabor.

Evite confundir a desidratação com a fome. Um indivíduo pode muitas vezes satisfazer sentimentos de fome entre as refeições programadas com um copo de água.

5. Meça porções e porções de controle

Comer muito de qualquer alimento, mesmo legumes de baixa caloria, pode resultar em ganho de peso.

Portanto, as pessoas devem evitar estimar um tamanho de porção ou comer comida diretamente do pacote. É melhor usar xícaras de medição e guias de tamanho de serviço. Adivinhar leva a superestimar e a probabilidade de comer uma porção maior do que o necessário.

As comparações de tamanho a seguir podem ser úteis para monitorar a ingestão de alimentos ao jantar fora:

  • três quartos de um copo é uma bola de golfe
  • metade de um copo é uma bola de tênis
  • 1 xícara é uma bola de beisebol
  • 1 onça (oz) de nozes é um punhado solto
  • 1 colher de chá é 1 jogando morrer
  • 1 colher de sopa é uma dica de polegar
  • 3 onças de carne é um baralho de cartas
  • 1 fatia é um DVD

Esses tamanhos não são exatos, mas podem ajudar uma pessoa a moderar a ingestão de alimentos quando as ferramentas corretas não estiverem disponíveis.

6. Coma atentamente

Muitas pessoas se beneficiam da alimentação consciente, o que envolve estar plenamente consciente do porquê, como, quando, onde e o que comem.

Fazer escolhas alimentares mais saudáveis ​​é um resultado direto de se tornar mais sintonizado com o corpo.

As pessoas que praticam alimentação consciente também tentam comer mais devagar e saborear a comida, concentrando-se no sabor. Fazer uma refeição durar 20 minutos permite que o corpo registre todos os sinais de saciedade.

É importante concentrar-se em ficar satisfeito depois de uma refeição em vez de estar cheio e ter em mente que muitos alimentos “totalmente naturais” ou com baixo teor de gordura não são necessariamente uma escolha saudável.

As pessoas também podem considerar as seguintes questões em relação à sua escolha de refeição:

  • É bom “valor” para o custo de calorias?
  • Isso proporcionará saciedade?
  • Os ingredientes são saudáveis?
  • Se tem um rótulo, quanto de gordura e sódio contém?

7. Estímulo e controle de sinalização

Muitas sugestões sociais e ambientais podem encorajar uma alimentação desnecessária. Por exemplo, algumas pessoas são mais propensas a comer demais enquanto assistem à televisão. Outros têm dificuldade em passar uma tigela de doces para outra pessoa sem pegar um pedaço.

Por estar ciente do que pode desencadear o desejo de lanche de calorias vazias, as pessoas podem pensar em maneiras de ajustar sua rotina para limitar esses gatilhos.

8. Planeje com antecedência

Estocar uma cozinha com alimentos adequados à dieta e criar planos de refeições estruturados resultará em perda de peso mais significativa.

Pessoas que querem perder peso ou mantê-lo devem limpar sua cozinha de alimentos processados ​​ou lixo e garantir que eles tenham os ingredientes à mão para fazer refeições simples e saudáveis. Isso pode evitar uma alimentação rápida, não planejada e descuidada.

Planejar escolhas alimentares antes de chegar a eventos sociais ou restaurantes também pode facilitar o processo.

9. Busque apoio social

clube de corrida duas senhoras

Ter apoio social é uma ótima maneira de se manter motivado.

Abraçando o apoio de entes queridos é parte integrante de uma jornada de perda de peso bem sucedida.

Algumas pessoas podem convidar amigos ou familiares para se juntarem a elas, enquanto outras preferem usar as mídias sociais para compartilhar seu progresso.

Outras formas de suporte podem incluir:

  • uma rede social positiva
  • aconselhamento em grupo ou individual
  • clubes de exercício ou parceiros
  • programas de assistência ao empregado no trabalho

10. Mantenha-se positivo

A perda de peso é um processo gradual, e uma pessoa pode se sentir desestimulada se os quilos não caírem a uma taxa que eles anteciparam.

Alguns dias serão mais difíceis do que outros ao aderir a um programa de perda ou manutenção de peso. Um programa bem-sucedido de perda de peso requer que o indivíduo persista e não desista quando a mudança pessoal parece muito difícil.

Algumas pessoas podem precisar redefinir suas metas, potencialmente ajustando o número total de calorias que desejam comer ou alterando seus padrões de exercícios.

O importante é manter uma perspectiva positiva e ser persistente no trabalho para superar as barreiras à perda de peso bem sucedida.

Perdendo peso

Perda de peso bem sucedida não exige que as pessoas sigam um plano de dieta específico, como o Slimming World ou Atkins . Em vez disso, eles devem se concentrar em comer menos calorias e se mover mais para alcançar um balanço energético negativo.

A perda de peso depende principalmente da redução da ingestão total de calorias, não ajustando as proporções de carboidratos , gorduras e proteínas na dieta.

Uma meta razoável de perda de peso para começar a ver benefícios para a saúde é uma redução de 5% a 10% no peso corporal ao longo de um período de seis meses.

A maioria das pessoas pode atingir esse objetivo reduzindo sua ingestão total de calorias para algo entre 1.000 e 1.600 calorias por dia.

Uma dieta com menos de 1.000 calorias por dia não fornecerá nutrição diária suficiente .

Após 6 meses de dieta, a taxa de perda de peso geralmente diminui, e o peso corporal tende a estabilizar porque as pessoas usam menos energia com um peso corporal menor. Seguir um programa de manutenção do peso de hábitos alimentares saudáveis ​​e atividade física regular é a melhor maneira de evitar recuperar o peso perdido.

Pessoas que têm um IMC igual ou superior a 30 anos sem problemas de saúde relacionados à obesidade podem se beneficiar de tomar medicamentos prescritos para perda de peso. Estes também podem ser adequados para pessoas com um IMC igual ou superior a 27 com doenças relacionadas à obesidade.

No entanto, uma pessoa só deve usar medicamentos para apoiar as modificações de estilo de vida acima. Se as tentativas de perder peso não forem bem sucedidas e o IMC de uma pessoa atingir 40 ou mais, a terapia cirúrgica é uma opção. Para mais dicas de saúde e beleza, acesse o site Toda Saudavel

texto baseado no post 10 tips for successful weight loss

Algumas pessoas afirmam que beber água antes de uma refeição reduz o apetite.

Parece haver alguma verdade por trás disso, mas quase exclusivamente em adultos de meia-idade e idosos.

Estudos em adultos mais velhos mostraram que a ingestão de água antes de cada refeição pode aumentar a perda de peso em 2 kg (4,4 lbs) durante um período de 12 semanas.

Em um estudo, participantes com sobrepeso e obesidade de meia-idade que beberam água antes de cada refeição perderam 44% a mais de peso, em comparação com um grupo que não bebeu mais água .

Outro estudo também mostrou que beber água antes do café da manhã reduziu a quantidade de calorias consumidas durante a refeição em 13%.

Embora isso possa ser muito benéfico para pessoas de meia-idade e mais velhas, estudos com indivíduos mais jovens não mostraram a mesma redução impressionante na ingestão de calorias.

CONCLUSÃO:Beber água antes das refeições pode reduzir o apetite em indivíduos de meia-idade e idosos. Isso diminui a ingestão de calorias, levando à perda de peso.

Beber mais água está ligado à ingestão reduzida de calorias e menor risco de ganho de peso

Como a água é naturalmente livre de calorias, geralmente está ligada à ingestão calórica reduzida.

Isto é principalmente porque você bebe água em vez de outras bebidas, que muitas vezes são altas em calorias e açúcar.

Estudos observacionais mostraram que as pessoas que bebem principalmente água têm uma ingestão calórica inferior a 9% (ou 200 calorias), em média.

Beber água também pode ajudar a prevenir o ganho de peso a longo prazo. Em geral, a pessoa média ganha cerca de 1,45 kg (3,2 lbs) a cada 4 anos.

Este montante pode ser reduzido por:

  • Adicionando 1 xícara de água: Aumentar seu consumo diário de água em 1 xícara pode reduzir esse ganho de peso em 0,13 kg (0,23 lbs).
  • Substituição de outras bebidas por água: A substituição de uma porção de uma bebida açucarada por 1 xícara de água pode reduzir o ganho de peso de 4 anos em 0,5 kg (1,1 lbs).

É especialmente importante encorajar as crianças a beberem água, pois isso pode ajudar a evitar que se tornem com excesso de peso ou obesas .

Um recente estudo baseado na escola teve como objetivo reduzir as taxas de obesidade, incentivando as crianças a beber água. Eles instalaram fontes de água em 17 escolas e ofereceram aulas sobre o consumo de água para alunos de 2º e 3º ano.

Após um ano letivo, o risco de obesidade foi reduzido em impressionantes 31% nas escolas onde a ingestão de água foi aumentada.

RESUMINDO:Beber mais água pode levar à diminuição da ingestão de calorias e reduzir o risco de ganho de peso a longo prazo e obesidade, especialmente em crianças.

Muitas autoridades de saúde recomendam beber oito copos de água (cerca de 2 litros) por dia.

No entanto, esse número é completamente aleatório. Tal como acontece com tantas coisas, as necessidades de água dependem inteiramente do indivíduo.

Por exemplo, pessoas que suam muito ou se exercitam regularmente podem precisar de mais água do que aquelas que não são muito ativas.

As pessoas idosas e as mães que amamentam também precisam monitorar mais de perto a ingestão de água.

Tenha em mente que você também recebe água de muitos alimentos e bebidas, como café , chá , carne, peixe , leite e, especialmente, frutas e legumes.

Como uma boa regra, você deve sempre beber água quando estiver com sede e beber o suficiente para saciar sua sede.

Se você acha que está com dor de cabeça, está de mau humor, está constantemente com fome ou tem problemas para se concentrar, então você pode sofrer de desidratação leve. Beber mais água pode ajudar a consertar isso.

Com base nos estudos, beber 1-2 litros de água por dia deve ser suficiente para ajudar na perda de peso.

Aqui está o quanto de água você deve beber , em diferentes medidas:

  • Litros: 1–2.
  • Onças: 34–67.
  • Copos (8 onças): 4–8.

No entanto, esta é apenas uma diretriz geral. Algumas pessoas podem precisar de menos, enquanto outras podem precisar de muito mais.

Além disso, também não é recomendável beber muita água, pois pode causar toxicidade da água. Isso causou até mesmo a morte em casos extremos, como durante competições de beber água.

RESUMINDO:De acordo com os estudos, 1 a 2 litros de água por dia são suficientes para ajudar na perda de peso, especialmente quando consumidos antes das refeições.

Leve mensagem para casa

A água pode ser muito útil para a perda de peso.

É 100% livre de calorias, ajuda a queimar mais calorias e pode até suprimir o apetite se consumido antes das refeições.

Os benefícios são ainda maiores quando você substitui bebidas açucaradas por água. É uma maneira muito fácil de reduzir o açúcar e as calorias. Existem muitos sites que podem te ajudar com sua saude, um deles e o toda saudável, ele me ajuda muito.

No entanto, tenha em mente que você vai ter que fazer muito mais do que apenas beber água, se você precisa perder uma quantidade significativa de peso.

A água é apenas uma peça muito pequena do quebra-cabeça.

Texto baseado no post How Drinking More Water Can Help You Lose Weight.

Já parou para pensar como as pessoas sempre falam em saúde e qualidade de vida, mas sem realmente se esforçarem para alcançar isso?

Fique comigo, no Gazeta Mercantil,  até o final e saiba porque Saúde e Qualidade de Vida são coisas totalmente diferentes para cada pessoa.

Eu mesma, por exemplo, sempre falei que meu sonho era ter mais qualidade de vida, morar na beira da praia, praticar exercícios, me alimentar melhor… Como se isso fosse coisa de outro mundo.

Na verdade, o grande problema é que estamos sempre falando nessas coisas no futuro – nunca no presente, e a triste verdade é que você só vai realmente conquistar o que deseja se começar AGORA!

Calma, não estou dizendo para você abandonar tudo e mudar radicalmente, até porque isso não daria certo nunca. O que você precisa é parar de falar e começar a agir.
Saúde e Qualidade de Vida

Saúde e Qualidade de Vida precisam de ATITUDE

Sim, são as atitudes que mudam realmente as coisas a nossa volta. E a boa notícia é que atitude não tem tamanho, pode começar com uma simples volta na quadra, trocando um copo de refrigerante por um de água ou suco.

Eu sugiro que você comece marcando uma consulta médica para um check-up, é simples e dependendo do seu plano de saúde, não vai custar nada a mais. E você já garante uma tranquilidade a mais.

Conceito de Saúde e Qualidade de Vida

Essa consulta médica é importante porque a maioria das pessoas associa qualidade de vida e saúde a praticar exercícios físicos e comer mais verduras, isso não está errado, mas não é só isso.

E o risco que você corre quando é sedentário e resolve começar a praticar exercícios aeróbicos de impacto é muito alto. Veja pelo índice de “atletas de final de semana” que dão entrada nos hospitais brasileiros por taquicardia e princípio de infarto.

Na verdade, antes de começar qualquer coisa, pare e pense o que é, de verdade, qualidade de vida para você…

Para mim sempre foi poder morar na praia, perto do mar. Mas para você pode ser morar em uma grande metrópole, perto do agito.

Para mim sempre foi evitar o trânsito ao máximo, mas para você pode ser passar o dia todo dirigindo.

Para mim, qualidade de vida é sentar em um sofá confortável e assistir a um bom filme na TV, para você pode ser acampar somente com uma mochila…

Entendeu como não podemos nos medir pela vida das outras pessoas?

Qualidade de Vida é estar vivendo algo que é prazeroso para você, se você gosta da vida noturna, numa grande cidade, próximo de shoppings e baladas, vai detestar viver no campo ouvindo o som dos pássaros.

Talvez até goste de passar uns dias lá, nas férias, mas morar lá é outra coisa completamente diferente.

Enquanto que saúde, essa é geral, igual para todos, mas deve ser alcançada de formas diferentes e é aí que as coisas se confundem.

Saúde é Igual para Todos, Qualidade de Vida Varia de Pessoa para Pessoa

Por exemplo, todos concordam que praticar exercícios físicos fazer bem para a saúde, mas a intensidade dele varia de pessoa para pessoa. Outro exemplo, comer vegetais escuros faz bem para a saúde, mas a quantidade consumida depende da taxa de ferritina que você tem.

Então, tenha sempre a saúde em primeiro lugar, ou consequentemente você não vai ter qualidade de vida vegetando em uma cama de hospital, mesmo que esse hospital fique na beira da praia, ou no centro da grande metrópole.

E, para alcançar esse estado de saúde plena, descubra o que realmente seja qualidade de vida para você e utilize!

Se você odeia praticar exercícios, opte por utilizar escadas sempre que puder, evitando o elevador, assim você já está se exercitando sem perceber.

Quanto a mim, meu sonho sempre foi morar na praia, e quando eu finalmente realizei esse sonho, descobri que estar morando em uma grande capital me dava mais prazer… Enfim, é a vida!

Bem vinda a mais um artigo da Gazeta Mercantil, hoje falaremos dos riscos da flacidez para a saúde. Você sabia que a pele flácida pode esconder algo muito mais grave?

Leia esse artigo até o final para saber tudo e deixe seus comentários, eles são importantes para nós.

Flacidez e seus riscos para a saúde

Flacidez, o que é?

Flacidez é quando nossa pele perde a firmeza e tenacidade naturais e começa a ficar mole, caída e com aspecto gelatinoso. Isso ocorre para todo mundo a partir dos 30 anos de idade, mas é depois dos 50 anos que os resultados realmente aparecem para todos.

O motivo disso é que nosso corpo vai perdendo aos poucos a capacidade de processar o colágeno presente no alimentos e, com isso, o pouco que consegue produzir acaba sendo utilizado em áreas mais críticas do nosso corpo.

Para saber mais sobre colágeno hidrolisado clique aqui.

É claro que, dependendo de seu estilo de vida, e da sua genética, os efeitos dessa diminuição de colágeno pode aparecer muito antes, ou bem depois dos 50 anos. Mas é melhor não arriscar, viu?

Flacidez, muito além da estética

É lógico que a maioria de nós fica incomodada com a questão estética, que é o que realmente mais salta aos olhos cada vez que ficamos em frente ao espelho.

Mas, se fosse só isso já seria ruim, só que pode ser bem pior.

A flacidez, além de tudo, é o sinal de que nossa pele está mais fraca, mais sensível. Isso pode acarretar em diversos problemas invisíveis para nossa saúde.

Uma pele frágil terá menos proteção contra infecções e doenças causadas por agentes externos, como fungos, vírus e bactérias.

Você estará muito mais exposta aos raios ultravioletas, sendo um alvo fácil para o surgimento de câncer de pele.

Como se Proteger

Agora que você já sabe que os riscos da pele flácida estão muito além da estética e podem provocar desde doenças de pele, incluindo o câncer, como infecções muito graves, é importante que você aprenda a se proteger imediatamente, e já comece um plano de médio a longo prazo para reverter a flacidez.

Sim, é possível eliminar a flacidez. Mas precisa ter paciência.

Antes de mais nada, se você ainda não tem o hábito de usar protetor solar (ou filtro solar), pare tudo o que estiver fazendo e comece a utilizar. Os benefícios do uso do filtro só serão sentidos no futuro. Melhor dizendo, você NUNCA notará os benefícios do USO, somente os malefícios do NÃO USO do filtro solar.

Existem opções no mercado com colágeno, o que além de proteger contra os raios nocivos do sol, ajudam a firmar a pele. São mais caros que os tradicionais, mas se puder, prefira-os.

Existe um vídeo de mais de 10 anos, narrado pelo jornalista Pedro Bial que é muito motivador e fala justamente sobre isso. Veja abaixo:

Abaixo, seguem algumas dicas de cuidados que você precisa ter para proteger sua saúde:

  • Use e abuse de filtro solar;
  • Beba bastante água;
  • Tenha uma noite de sono consistente;
  • Mantenha uma dieta equilibrada;
  • Evite refrigerantes e alimentos gordurosos.

Pronto, esses são os cuidados básicos que você precisa ter para prevenir sua saúde de doenças causadas pela fragilidade causada pela flacidez.

Agora vamos ver como combater a flacidez e melhorar a pele.

Eliminando a Flacidez

Então, seguindo nossa estratégia, você precisa fortalecer sua pele para que ela se firme.

É importante que você entenda que existe diferença entre flacidez muscular e flacidez de pele. A flacidez muscular só se resolve com musculação, nenhum outro método vai ajudar.

Já a flacidez de pele você pode optar por fazer cirurgia estética para retirar o excesso, mas isso só resolve esteticamente, pois sua pele continuará frágil. Para resolver o que importa você precisa repor o colágeno de seu corpo numa taxa que ele possa utilizar nas regiões mais críticas, como no cérebro e em alguns órgãos, e consequentemente, sobre para a pele.

Então, trate de incluir ossobuco, por ser rico em tutano, e músculos bovinos em sua dieta. Procure por receitas com esses ingredientes por aí e delicie-se.

Outra alternativa é utilizar suplementos de colágeno. Nesse caso, prefira o colágeno hidrolisado, pois essa versão vem já pré processada e seu organismo vai conseguir absorver muito mais rápido, trazendo um resultado muito melhor.

Recomendamos que você conheça o Renova 31, pois esse produto, além de ser o mais vendido do Brasil, também é o que possui a quantidade mais concentrada, sendo melhor aproveitado.

Outros cuidados já citados acima também ajudam, beber bastante água, ter uma rotina de sono, evitar estresse.

Viva mais Saudável

Espero que as dicas passadas ajudem você a evitar os riscos da flacidez. E a tenham ajudado a entender que isso não é só uma questão estética!

Vou aguardar seus comentários!