ADVERTORIAL

Farmacêutico de Multinacional Desabafa: “A Vida Toda Mentimos para as Mulheres não Emagrecerem sem nossos Remédios”

E revela a fórmula para emagrecer que está trancada no cofre da empresa. Leia até o final.

(2448 Votos)

A reportagem a seguir não se aplica a homens, é apenas para mulheres que desejam perder pelo menos 5 kg.

Você já reparou que as mulheres dos anos 60 e 70 eram magras? Agora, pare para se perguntar o que aconteceu a partir dessa época que fez com que o organismo feminino simplesmente começasse a acumular gordura?

Eu vou te explicar nessa reportagem breve, e te dar a chave que vai te libertar dessa eterna prisão que é o ciclo de emagrecer um pouquinho e logo engordar mais.

É algo que a sociedade moderna tenta esconder a todo custo por trás de propagandas que mostram sempre belas atrizes magras consumindo seus venenos. Patrocinadas pelas grandes marcas de alimentos processados e indústrias farmacêuticas, que lucram bilhões de dólares por ano com a sua infelicidade.

Hoje você vai se libertar disso.

A reportagem que você está prestes a ler compartilha descobertas inovadoras e comprovadas, que ajudam mulheres a perder peso rapidamente onde elas mais precisam, e manter ele longe para sempre.

Você está prestes a ler o desabafo de um alto funcionário de uma dessas indústrias farmacêuticas aqui do Brasil.

cientista

Sim, eu consegui entrevistar com exclusividade um alto farmacêutico, formado e trabalhando há mais de 20 anos em uma das maiores indústrias farmacêuticas brasileiras. Tenho certeza que você já deve ter consumido algum remédio criado por ele. Eu mesmo já consumi vários sem nunca desconfiar.

Por questões de segurança da minha família e dele, vou manter nossas identidades em sigilo, essa foi a exigência desse farmacêutico corajoso e cansado, ao me procurar aqui na redação da Gazeta Mercantil. Por isso, daqui para a frente vou chamá-lo de Doutor E.

Portanto, preste atenção, pois antes mesmo dessa matéria ir ao ar, nossa redação já sofreu inúmeras pressões e ameaças para que esse conteúdo não fosse divulgado.

Reportagem.: Doutor E. Porque o senhor resolveu procurar nossa redação e revelar os segredos que o senhor está prestes a revelar?

Doutor E.: Dediquei minha vida a ajudar pessoas, desenvolvi inúmeros remédios, alguns que ficaram muito famosos aqui no Brasil. Mas, um dia uma amiga próxima, muito querida de nossa família adoeceu por consequência da obesidade, e eu não pude ajudá-la.

Infelizmente ela veio a falecer, e quando descobri que ela tomava alguns dos remédios emagrecedores que a empresa em que eu dediquei 20 anos vendia, eu vi que fazia parte de uma engrenagem doente e que apenas lucra com a desgraça de pessoas comuns.

Então, prometi que faria todo o possível para revelar a verdade ao maior número de pessoas. Porém, tenho filhos e familiares que seriam muito prejudicados se eu revelasse minha identidade, portanto, peço que meu nome e imagem sejam mantidos em sigilo.

Reportagem.: Eu garanto que sua identidade será mantida em sigilo, esse é nosso compromisso.

Mas, agora me responda. O senhor sabia que esses remédios para emagrecer não funcionam? Se sabia, porque o senhor continuou trabalhando nisso por tantos anos?

Doutor E.: A história é mais grave do que vocês podem imaginar. Não é apenas a sociedade que é iludida e enganada por essas indústrias, nós que trabalhamos internamente também somos.

Entenda que essas empresas lucram vendendo produtos muito baratos ao consumidor. É só você se perguntar como que uma lata de molho de tomates pode ser mais barata que você comprar os tomates e fazer o molho em casa?

Como que comprar um pacote de massa congelada com molho de carne consegue ser mais barato que comprar a carne e fazer o molho na sua própria casa?

Somos enganados o tempo todo, pois nessas latas e pacotes de congelados, praticamente não existe o ingrediente natural, é tudo sintetizado em laboratórios visando o máximo lucro dessas empresas.

E com os remédios acontece o mesmo. Não é que eles não funcionam. Muitos até funcionam, mas eles demoram muito e acabam causando outros problemas de saúde, DE PROPÓSITO, apenas para você gastar ainda mais dinheiro com eles.

remédios

Reportagem.: Entendo, mas o senhor ainda não explicou porque somente agora resolveu mudar de lado.

Doutor E.: Perdão se não ficou claro, não vou tirar a minha culpa dessa história, pois não sou o “mocinho”. A verdade é que enquanto eu estava sendo muito bem pago, e acredite, nós que trabalhamos nesse ramo somos muito bem pagos, mas enquanto os casos ruins ficavam distantes da minha família eu realmente não pensava sobre isso.

Porém, depois que nossa amiga faleceu por ter confiado em nossos remédios, eu pensei que isso poderia ter acontecido com a minha mãe, ou minha filha. Então resolvi fazer essa denúncia.

Sabe, a vida inteira ela lutou contra a balança, nenhum treino de academia dava resultado, ela tentava todos os tipos de dietas. E quando conseguia perder um pouco de peso, logo recuperava o dobro disso. Parecia que ela estava sempre perdendo e ganhando os mesmos 5 quilos.

Chegou ao ponto em que ela parou de sair de casa, e apenas pedia comidas prontas e congelados. Exatamente como as empresas querem que você faça.

Mas, no caso dela, tudo piorou depois que ela teve sua primeira filha. Ela que já era gordinha, virou uma mulher obesa, chegando a pesar 95 quilos, isso que ela tinha 1,52. Transformando sua gordura em obesidade mórbida.

Ela passou a ficar emocionalmente deprimida, e foi aos poucos perdendo a vontade e a energia para fazer qualquer coisa.

Reportagem.: Desculpe a pergunta tão direta, Dr. E. Mas você acompanhou isso tudo e não tomou nenhuma atitude?

Doutor E.: Só um pouco, não me julgue ainda, nessa época eu não sabia que ela estava passando por isso. Eu sabia do seu problema de peso, mas o resto eu só fiquei sabendo tarde demais, depois que sua irmã nos contou. Eu teria feito algo antes. Principalmente porque.

Reportagem.: Desculpe, isso não estava claro para mim. E foi o falecimento dela que mudou tudo?

Doutor E.: Foi um dos motivos, isso me fez repensar minha carreira e propósito de vida. Mas, o que me fez procurar vocês foi mais grave. Por coincidência, nessa mesma época que nossa amiga estava piorando, eu estava participando de um estudo que tentava entender porque as mulheres de antigamente, nos 60 e 70, eram magras, mesmo comendo de tudo.

Isso era diferente de tudo o que eu já tinha visto. Juntava especialistas alemães, americanos, israelenses e russos. Eu teria salvado a vida dela. Nessa época eu estava muito empolgado com os resultados.

Porque a gente tinha descoberto, na verdade REdescoberto, um hormônio natural feminino, que tinha o mesmo poder de queima de gordura como a testosterona tem nos homens. Isso iria revolucionar a indústria de saúde e emagrecimento mundial. Tudo bancado pela indústria que eu trabalho.

Mas, para minha decepção, quando iríamos começar a produzir o medicamento, a verba foi cortada, e a explicação foi o que me deixou mais indignado: essa descoberta não era vantajosa para a empresa.

Reportagem.: Isso é um absurdo, deixa eu ver se entendi direito, o senhor está dizendo que existe uma cura para a obesidade, que já foi descoberta, mas que está escondida em alguma gaveta?

Doutor E.: O que eu vou dizer agora é algo ainda mais grave, existem curas descobertas para praticamente todas as doenças conhecidas. Mas você entregaria de bandeja algo que pudesse tirar o seu emprego e te deixar na miséria?

Reportagem.: Se fosse para o bem de todos, sim eu faria.

Doutor E.: Perdoe a minha franqueza, mas eu duvido. Tanto que eu não faria isso. Pode me julgar, já falei que não sou o mocinho dessa história.

Mas, por favor, preste muita atenção agora, pois essa é a parte mais importante do que eu tenho para dizer. Ok?

Reportagem.: Ok.

Doutor E.: O que esse estudo feito pelos melhores cientistas e doutores da atualidade descobriu é que praticamente tudo relacionado à perda de peso, principalmente para mulheres, é controlado por um hormônio mestre. Esse hormônio que controla 100% da capacidade do corpo de queimar gordura é a Leptina.

Reportagem.: Leptina? Nunca ouvi falar.

Doutor E.: Não é só você que não conhece. Praticamente ninguém sabe como ela funciona. Então eu vou explicar rapidamente pra você: Altos níveis de Leptina aceleram o metabolismo e sinalizam ao corpo para queimar gordura.

Já baixos níveis de leptina desaceleram o metabolismo e sinalizam para o corpo armazenar gordura. Simples assim. não é.

Mas o que a ciência não sabia, e a grande massa da população nunca vai saber é como a leptina funcionava para as mulheres até os anos 70 e como funciona hoje. Esse é o segredo que fará suas leitoras perderem quanto peso quiserem daqui para a frente. Sem nunca mais precisar de remédios, dietas, passar fome…

Reportagem.: E eu aposto que é isso que todos nós queremos saber. Por favor, nos conte.

Doutor E.: Nossos estudos da época mostraram que as mulheres tem o dobro de leptina, o hormônio que eu chamo de “o hormônio da queima de gordura” que os homens.

Reportagem.: Desculpe, mas isso não faz sentido. Todo mundo sabe que é muito mais difícil para uma mulher emagrecer depois dos 30 anos que para o homem. Como pode ter o dobro desse hormônio… como é mesmo o nome?

Doutor E.: Leptina. Mas é a mais pura verdade. Porém, essa mesma pesquisa revelou porque as mulheres, apesar de ter o dobro desse hormônio, sofrem tanto desde os anos 70.

Primeiro é que naturalmente as mulheres são 3 vezes menos receptivas a esse hormônio. Então, mesmo tendo o dobro dele, elas absorvem a metade do que o homem absorve.

Reportagem.: Deixa eu ver se eu entendi, é por isso que o que funciona para os homens não vai funcionar para uma mulher?

Doutor E.: Exatamente, essa condição é chamada de resistência a leptina. Um sinal disso é que muitas vezes quando uma mulher emagrece, ela vê o peso diminuir na balança, mas a gordura permanece quase intacta em áreas como barriga, cintura e costas. Mesmo fazendo dietas e exercícios. Isso acontece porque essas regiões estão com a leptina adormecida.

Reportagem.: Mas isso tem solução?

Doutor E.: Tem, já vou chegar lá, mas por favor não atropele a minha explicação, senão as leitoras nunca vão saber como resolver o problema.

Reportagem.: Perdão, por favor prossiga.

Doutor E.: Obrigado, essa resistência à leptina é apenas um dos dois problemas que barram a perda de gordura feminina.

O principal problema vai contra tudo o que sempre se acreditou:

ao fazer dietas, os níveis de leptina femininos podem cair até duas vezes mais rápido em comparação com a dieta dos homens.

E, como eu falei antes, quando a leptina cai, seu metabolismo pisa no freio e desacelera. O que a gente descobriu na época é que quando uma mulher reduz sua ingestão de calorias abaixo do normal, seus níveis de leptina caem até 50%, ou mais, nos primeiros 7 dias.

Reportagem.: Sério? Desculpe discordar desse estudo, mas sempre que eu fiz uma dieta mais rígida eu perdi bastante peso nos primeiros dias.

Doutor E.: Essa sua observação é muito pertinente. Mas está completamente errada. Veja bem, nos primeiros dia de uma dieta rigida, só o que você perde é água. Na verdade, você está apenas desinchando, mas é só água que você reduz, por isso o peso na balança diminui, suas medidas diminuem… Mas dias depois volta tudo. A gordura toda continua ali.

E é pior, além de você não perder gordura, você joga os níveis de leptina lá embaixo fazendo o metabolismo ficar ainda mais lento, e quando acaba a dieta o que acontece é que você recupera o inchaço e acumula ainda mais gordura, mesmo comendo quase nada. Entendeu agora?

Reportagem.: Sim, obrigado pela explicação. Fez muito sentido para mim.

Doutor E.: Voltando, isso significa que o metabolismo feminino, durante a dieta, está funcionando com apenas metade do potencial de queima de gordura na primeira semana de dieta. E só piora a cada dia que passa. E a sensação que fica é que cada quilo parece muito mais difícil de perder do que o anterior.

Por isso que é muito mais difícil para as mulheres perderem peso do que os homens.

Reportagem.: Mas o que isso tem a ver com as mulheres até os anos 70 serem mais magras que hoje?

Doutor E.: Eu já estava me esquecendo de explicar essa parte, obrigado. O que mudou foram 2 fatores. O primeiro é a própria evolução, que desliga esse interruptor de emagrecimento de propósito no organismo feminino, pois seu corpo entende que se você estiver acima do peso, produzirá mais leite materno, o que dará mais alimento para seus filhos.

Entenda que o corpo da mulher não se preocupa com seus desejos por uma cintura fina, que fique sexy em uma calça jeans. Tudo o que ele sabe é que a gordura corporal indesejada que você carrega fornece energia armazenada e calor para garantir a proteção e a sobrevivência da próxima geração.

É por isso que uma mulher tende a engordar ainda mais após uma gestação, e nunca mais recuperar a forma, sem muito sacrifício.

Reportagem.: Mas isso é mesmo necessário hoje em dia?

Doutor E.: Não mais, mas não culpe o seu metabolismo, ele parou de evoluir há milhares de anos.

Reportagem.: Mas os anos 70 foram há apenas de 40 anos, como as mulheres eram mais magras?

Doutor E.: Esse é o segundo fator. A partir dos anos 80 as mulheres saíram cada vez mais de dentro de suas cozinhas e passaram a conquistar muito mais coisas. Porém, isso criou um novo mercado de alimentos ultra processados, e adivinhe… Esses falsos alimentos, que facilitam muito a sua vida e te fazem ganhar tempo, estão destruindo a sua produção de leptina.

Reportagem.: O que não acontecia antigamente… certo?

Doutor E.: Exatamente. Veja, o corpo feminino está programado para lutar uma batalha perdida com a leptina toda vez que tenta perder peso. E isso não é culpa da mulher.

Reportagem.: Então o que uma mulher pode fazer, desistir de tentar emagrecer?

Doutor E.: De acordo com a vontade das empresas de alimentos prontos e as farmacêuticas, o que uma mulher pode tentar fazer é apenas isso: ficar tentando… e se iludindo com aqueles quilinhos perdidos nos primeiros dias de uma dieta, quando na verdade só o que perdeu foi água.

Mas, quem estiver vendo essa entrevista até essa parte vai descobrir agora a parte mais interessante.

Nessa pesquisa nós descobrimos boas notícias também, só que essas notícias boas estão engavetadas a sete chaves para que nenhuma mulher descubra.

Reportagem.: Mas, o senhor vai contar para a gente agora, não vai?

Doutor E.: Sim, essa é a minha maneira de me perdoar pelo que minha amiga sofreu por causa de pessoas como eu. Mas preste bem atenção.

Eu já disse que uma mulher tem o dobro do hormônio Leptina que um homem. O que faz com que uma mulher tenha o dobro do potencial de emagrecer, apesar se seu próprio organismo, e os alimentos processados, desligarem esse interruptor o tempo todo.

Só que nós descobrimos uma maneira de alterar a capacidade dos receptores de Leptina no organismo feminino. E redefinir como o metabolismo feminino utiliza a leptina para acelerar a queima de gordura de forma como nunca antes a gente imaginou, e em questão de dias.

Você consegue imaginar o estrago que isso pode causar no bolso dessas indústrias que só querem o lucro?

Você consegue imaginar quantas vidas seriam salvas da obesidade com essa forma de fazer a queima de gordura trabalhar em favor da mulher, ao invés de contra ela?

Reportagem.: Eu consigo imaginar sim. Mas confesso que é difícil acreditar que isso seja real.

Doutor E.: É difícil porque a vida toda nós fomos enganados pelas ciência. Pelos estudos que eram divulgados, cada hora dizendo uma coisa diferente. A verdade é que quem seguir exatamente o que o estudo que eu participei ensina, essa será a realidade a partir de hoje: ter um corpo queimando a gordura em excesso, 24 horas por dia, como se fosse o metabolismo de uma criança.

E eu me incluo nisso, ok? Eu sei o que estou falando porque eu era um dos responsáveis por mentir e enganar as pessoas para que meu emprego ficasse garantido, e eu tivesse cada vez mais conforto.

Reportagem.: Então você está arrependido?

Doutor E.: Não, não estou, apenas quero me vingar da empresa em que trabalho por terem me enganado e acabado com anos de pesquisa, simplesmente engavetando meus estudos, me proibindo de falar em público e por ter me feito ser parte do problema que matou minha amiga.

Reportagem.: É você realmente não é o mocinho.

Doutor E.: Infelizmente não existem mocinhos na minha profissão, apenas profissionais bem pagos. Posso prosseguir com o que vim falar?

Reportagem.: claro que sim.

Doutor E.: Obrigado, nós chamamos isso de trapaça metabólica.

Existem duas maneiras de usar essa trapaça metabólica para emagrecer de verdade e se manter no peso.

A primeira é voltar a fazer o que uma mulher comum dos anos 70 fazia: comer apenas alimentos naturais, sem refrigerantes, sem processados, sem enlatados e sem embutidos.

De preferência fazendo a sua própria comida todos os dias. Se seguir isso, com um pouco de exercícios físicos ou academia, ou varrendo a casa, lavando roupa na máquina, vai voltar a ativar os receptores de leptina do organismo e verá a gordura ir embora.

Reportagem.: Desculpe, Doutor. Mas isso é praticamente impossível para uma mulher moderna seguir. Desse jeito fica impossível emagrecer.

Doutor E.: Calma, eu sei disso. E é por isso que eu estou aqui, porque lembra que eu disse que tinha desenvolvido um remédio que revolucionaria o mundo da obesidade e emagrecimento? Então, esse remédio foi o fruto de anos do meu estudo, e simplesmente foi engavetado para que ninguém nunca tenha acesso. Então ele não existe.

Reportagem.: Mas então qual é a utilidade dessa informação?

Doutor E.: O remédio não existe, mas a fórmula dele, com os ingredientes necessários para que uma mulher possa fazer em casa estão comigo. Com eles uma mulher comum, não importa a idade, seja 30, 40, 50 ou acima de 60 anos, vai poder se beneficiar de todos os resultados que eu falei até agora.

Porque, a boa notícia é que os receptores da Leptina nunca morrem ou somem, apenas ficam adormecidos a partir dos 30 anos. Mas, com os estímulos corretos, eles voltam à ativa como se nunca tivessem sido desligados. É como andar de bicicleta. Eu chamo isso de Reprogramação Guiada.

Reportagem.: O nome é muito bom, e você pode disponibilizar isso para a gente?

Doutor E.: Claro que sim, mas entenda uma coisa. A partir do momento em que isso vazar, eu perderei meu emprego. Eu sei dos riscos que isso tem. Mas não posso abrir mão de continuar dando uma vida boa para minha esposa e meus filhos. Espero que você entenda isso.

Reportagem.: Eu confesso que essa atitude me decepciona um pouco.

Doutor E.: Veja bem, eu já dei a resposta para que uma mulher emagreça de verdade e com saúde. Basta parar de comer ultraprocessados e refrigerantes, e praticar exercícios físicos leves, apenas para compensar o quanto uma mulher dos anos 70 fazia.

Agora, para emagrecer a partir de 5 quilos de gordura, sem precisar mudar nada do seu estilo de vida, nem sequer precisar de exercícios, sem contraindicações, sem efeitos colaterais, sem dependência de outros remédios, apenas reativando seus receptores de Leptina, me diga o quanto isso poderia custar se fosse um remédio à venda?

Reportagem.: Vendo por esse lado, realmente um remédio assim poderia custar uma pequena fortuna.

Doutor E.: Eu vou te dizer quanto isso custaria porque eu estava trabalhando nessa parte quando foi cancelado. Esse remédio custaria algo em torno de 500 reais uma caixa para 30 dias. E, dependendo do peso que a mulher precisasse perder, ela teria que usar pelo menos por 6 meses. Agora pense comigo, quanto isso iria custar para uma mulher?

Reportagem.: 3 Mil Reais, certo?

Doutor E.: Isso mesmo, e você acha que a mudança que isso faria na vida de uma pessoa não valeria até mais que isso?

Reportagem.: Olha, se estamos falando de saúde, poderia realmente valer. Sim, eu concordo. Mas o senhor vai cobrar 3 Mil Reais pela fórmula?

Doutor E.: Eu poderia, e muita gente pagaria isso, mas essa não é a minha intenção. Eu não vou cobrar nem a metade disso para disponibilizar a Fórmula que eu levei anos para desenvolver.

Na verdade, não vou cobrar nem a metade da metade desse valor.

Veja uma coisa, quem tiver isso em mãos, terá a chave de uma mudança que nunca foi vista antes. Principalmente pela simplicidade que será preparar a fórmula.

Como eu disse, os pseudo alimentos ultraprocessados desligam os receptores femininos da Leptina. Mas o contrário existe: alguns nutrientes encontrados em alimentos naturais e comuns tem o poder de religar isso. Basta preparar a fórmula e tomar uma vez por dia pela manhã, como um shake.

É tão simples emagrecer com essa fórmula que chega a ser ridículo.

Reportagem.: Mas, eu não estou entendendo uma coisa, se esse remédio seria tão caro, e a fórmula é tão simples, isso não seria vantajoso para a empresa fabricar e vender? Não entendo porque gastaram milhões de reais para estudar isso, e depois esconderam.

Doutor E.: Sim, o remédio custaria caro, mas e depois que a pessoa emagrecesse, ela nunca mais precisaria de remédio nenhum para emagrecer. Pense no prejuízo bilionária das indústrias se o efeito sanfona desaparecesse. 

Olha, eu já falei, não existem mocinhos nesse mercado, podem me criticar a vontade. Mas eu não vou pegar o trabalho de anos da minha vida e simplesmente dar de graça. Eu dediquei muito a ele, noites e noites em branco estudando, sem ver meus filhos crescerem, agora eu quero compensar e dar o melhor para eles.

Por isso estou disponibilizando essa fórmula por um valor que qualquer pessoa poderá pagar.

Quem comprar essa fórmula não vai precisar nunca mais gastar dinheiro com emagrecedores, não vai precisar mudar sua alimentação. Pense que as mulheres dos anos 70 comiam de tudo, nem se falava a palavra DIETA naquela época, isso é uma moda que surgiu nos anos 80 aqui no Brasil.

Então quem comprar essa fórmula terá para sempre a chave que vai ligar seus receptores de Leptina e ter a gordura corporal excessiva queimando 24 horas por dia.

Reportagem.: Certo, vendo seu ponto de vista eu entendo e respeito. Mas você não falou o valor que está vendendo essa fórmula.

Doutor E.: Só falarei se você permitir, porque a minha mensagem já foi passada.

Reportagem.: Bem, eu acredito que isso será de interesse das nossas leitoras, por favor, fale o preço e como elas poderão ter acesso.

Doutor E.: Ok, primeiro que queria ter a certeza de que minha identidade ficaria o tempo todo em sigilo, por isso procurei a plataforma Hotmart, que é extremamente reconhecida no Brasil para que ficasse responsável pela comercialização.

Então, uma vez que a mulher realizar o pagamento, na mesma hora já terá acesso à fórmula. Simples assim. Além disso, ela também terá 7 dias de garantia para fazer a fórmula e testar, o que dá mais que o suficiente, já que no mesmo dia ela já começará a perceber os resultados.

O valor que estou pedindo pela fórmula é um único pagamento de 67 reais, que pode ser parcelado no cartão. E terá acesso vitalício à fórmula.

O link para adquirir a Fórmula da Reprogramação guiada eu vou deixar com você para que disponibilize como achar melhor.

Reportagem.: Vou colocar o link aqui embaixo. Você gostaria de falar algo diretamente para nosso público?

Doutor E.: Sim, Muito obrigado por você ter me dado seu tempo, eu sei que vivi muito anos preocupado apenas com minha carreira. Mas a morte da minha amiga me fez perceber que toda mulher deve ter a chance de saber a verdade, e que a fórmula para emagrecer rápido e com saúde deve ser acessível para todo mundo.

Não sei por quanto tempo essa entrevista vai ficar no ar. Porque sei que ela vai provocar empresas que tem muito dinheiro. Mas, se você teve a oportunidade de chegar até aqui. aproveite e assuma o controle da sua vida. Faça a coisa certa. Faça de hoje um dia que você sempre lembrará como um grande dia… Um dia de mudança de vida. Tenho certeza que logo essa entrevista vai sair do ar.

Então essa pode ser a sua única oportunidade de ter em mãos essa fórmula secreta e proibida pelas indústrias que apenas querem que você fique a vida toda num efeito sanfona e comprando cada vez mais remédios. Então, clique no botão abaixo desse vídeo e transforme sua luta contra a balança.